3 D’s para aumentares o teu Poder da Liberdade e Magnetismo Feminino

A Primavera está ao rubro e tanto a energia feminina como a masculina desejam renovar-se e encontrar-se para criar o NOVO.

A Magia manifesta-se na Natureza e somos rodeados de VIDA NOVA por onde passamos.

E para isso foi necessário um longo Outono e Inverno de perdas, soltar o antigo… E, enquanto na Natureza acontece de forma natural sem grandes apegos e sofrimentos, em nós, humanos o processo não é tão linear.

Se sentes que ainda há coisas do passado a prender-te, ou ainda não arranjaste a coragem para lançar-te à aventura do desconhecido e da nova vida, este é o sinal da vida de que é URGENTE fazê-lo.

Como seres humanos temos o livre arbítrio e liberdade nas nossas escolhas, por isso se não quiseres soltar o passado nem arriscar, até um certo ponto isso é possível. Mas… Realmente é o que queres?

Ou preferes, tal como o Louco nas cartas de Tarot, lançar-te com plena confiança à aventura, à vida que brota dentro de ti e te leva a fazer diferente? A alinhar as tuas vontades com as tuas ações?

Posso ter um mestrado em cuidados paliativos e ter passado 7 anos da minha vida a cuidar doentes em fase terminal e – mesmo assim – quando chega a hora de soltar e deixar ir, apesar de toda a minha alma querer avançar – o meu ego só pede para parar, não avançar e ficar onde estou.

São como duas forças opostas e sei sempre quem vai ganhar (desde 2012 quando deixei a enfermagem foi a promessa que fiz a mim mesma – seguir sempre a voz da alma) mas, é sempre um desafio e uma luta interior cada vez que se aproxima uma grande mudança…

Mudança essa muitas vezes iniciada por mim mas é como se a cada vez eu tivesse a esperança, o sonho – ilusão melhor dito – que não preciso sair da zona de conforto para crescer, evoluir e ascender até ao novo nível tão desejado.

E de cada vez, dói e dói bastante…
O desapego dói.

O verdadeiro desapego é quando vamos crescendo e encontrando realização no nosso caminho e chega a um momento que estamos mesmo bem e a vida diz:

“É tempo de mudar”

Normalmente quando desesperadamente desejamos o desapego, estamos é em fuga. E estar em fuga, é afastar-se do que precisa ser feito. Por exemplo, se estou num trabalho que não gosto, é fácil querer desapegar para ir para outro – talvez esse não seja o verdadeiro desapego – nesse momento, a minha alma ainda precisa aprender algo nesse trabalho, por exemplo, a aceitar o meu chefe tal como ele é e ser capaz de ser grato apesar dos desafios.

Quando isso acontece, o primeiro desapego dá-se, eu fico independente e sem projeções em relação ao trabalho. Esse é um dos desapegos mais difíceis – o caminho da nossa independência emocional – assumirmos 100% responsabilidade por tudo que nos acontece e não projetar em outros.

Neste exemplo, quando eu faço esse primeiro desapego é provável que comece a desfrutar do trabalho onde estou, olho para os meus colegas de forma diferente e algo mudou em mim que me torna agora capaz de desfrutar de cada momento no meu trabalho, até do mau feitio matinal do meu chefe… Como se a onda da magia do amor tivesse passado por mim e consigo sorrir de tudo.

E depois acontece.

Quando estamos mesmo a desfrutar onde estamos, quando encontramos o conforto no desconfortável, agora que estamos mesmo felizes e integrados… Agora é que vem o verdadeiro desapego…

“Está na hora de evoluir e experimentar novas coisas” diz a vida.

E é aqui que dói. Aqui é o verdadeiro desapego. Tu até estás bem, estás feliz. Mas a vida pede mudança. Especialmente se nas tuas declarações diárias estão desejos de resultados que ainda não se tornaram reais.

Não há VIDA NOVA sem a coragem de deixar ir o velho. É tempo de renascer e para isso, é preciso atravessar o período de morte e deixá-la para trás. Antigamente tínhamos rituais que nos ajudavam a fazer estas travessias, a passagem das estações, os acontecimentos importantes eram reverenciados… e em alguns sítios ainda vemos isso… graças a Deus.

Agora que estamos em Maio no momento que escrevo este blog, somos capazes de sair à rua e em certos locais ver as giestas nas portas mas cada vez mais esses rituais vão-se perdendo e o foco é cada vez mais nas notícias negativas, nos vírus que aparecem e nos desconectam cada vez mais da nossa própria natureza, que nesta altura do ano, também quer estar em flor.

Atenção: não digo que as notícias não sejam importantes mas tem atenção porque o que colocas mais foco na tua vida é o que se expande – ou seja, foca no positivo e encontra rituais que te ajudem a processar as mudanças e os desapegos necessários à concretização dos teus objetivos.

Esta é uma altura do ano magnética, abundante e próspera – há vida em todo o lado e essa vida dentro de ti também está à espreita – agora se fores como eu, precisas de alguma ajuda no processo de desapegar.

Nas últimas semanas fiz o meu próprio ritual em 3 passos para soltar o velho e abrir espaço ao novo e vou partilhar contigo.

Os 3 D’s para aumentar o teu poder de atração e magnetismo feminino: Deestruturar, Desfazer e Desintoxicar

1- Deestruturar

Que modelos de vida ou de negócio já estão obsoletos? Que precisa uma grande reestruturação?

Em casa:
Será a cozinha? A sala? O escritório?

No trabalho:
Está a funcionar da maneira que está ou precisa uma reestruturação total? É a secretária que precisa melhor organização? Ou o modelo de negócio que é asfixiante e precisa uma renovação ?

Na vida:
Se não tenho tempo para ____ de que serve a minha vida? Que precisa tempo e atenção urgente e ser colocado já como prioridade na agenda? Que necessidades são gritantes para ti neste momento e que tens iludido?

2- Desfazer

Um dia decidiste um caminho, uma forma de fazer, uma linha de conduta e ação. Refletindo melhor: que precisa ser desfeito?

Em casa:
Que posso eliminar e destralhar para sempre?

No trabalho:
Desfazer o que está pendente? Ou fazer de uma vez por todas? Ou delegar e desocupar a agenda? Desmarcar reuniões, replanear e refazer tudo de novo?

Na vida:
Formas de ser e fazer que já não fazem sentido? Começar a dizer não de forma mais convincente e consistente? Desfazer planos que já não fazem sentido que só iriam ser feitos por obrigação?

3- Desintoxicar

O que é tóxico que precisa ser eliminado da tua vida?

Em casa:
Alimentação não saudável para o lixo? Presentes que não estão alinhados com a tua energia?

No trabalho:
Eliminar relações tóxicas desde dentro (podes não conseguir remover a pessoa, mas desconectar da sua energia), mudar de trabalho, substituir queixa por gratidão no teu negócio?

Na vida:
Soltar adições, adeus ao açúcar, ao álcool, aos conflitos? Afirmar as tuas necessidades e regras e respeitar as necessidades e regras de outros ou se não faz sentido, deixar ir a relação?

Comecei este processo há cerca de 2 semanas e vou continuar – quanto mais deestruturo, desfaço e desintoxico, mais magnética e atraente me sinto.

Finalmente há espaço para o novo. Sinto-me Afrodite, o feminino em flor. E agora é a tua vez.

Preparada para aumentar o teu poder de atração e magnetismo?

Conta-me nos comentários quais as 3 primeiras decisões / ações que intuis que se consumares – vão criar mais espaço na tua vida aumentar diretamente o teu magnetismo feminino? Estou curiosa!

Abraço imenso,

Andreia

Deixe um comentário

Importante: Este site faz uso de cookies para oferecer-te uma melhor experiência.

Queres receber conteúdos que te vão ajudar a fazer a tua Jornada pela Abundância?