Como Soltar a Resistência do Velho Eu

A Vida é uma espiral de contínua evolução e crescimento. É contínua mudança, ainda que o nosso ego prefira a estabilidade e manter-se na zona de conforto, a vida verdadeira, a paixão e alegria vêm dessa união ao fluxo da vida que nunca para.

E, enquanto que a nossa Alma, deseja apenas estar em união com esse fluir do universo, o nosso ego resiste, procurando manter a aparente segurança da não mudança. O problema surge quando essa estagnação começa a asfixiar o ser que deseja apenas liberdade e oxigénio para respirar… Uma nova vida.

A nossa essência, o nosso ser, a nossa alma, tem todos os códigos e potenciais de manifestação e plena realização. Em nós, temos as infinitas possibilidades de criar e viver todos os nossos sonhos. No entanto, temos também uma identidade, um velho eu que é forte e que aprendemos a confiar para manter a nossa sobrevivência. É como a personalidade, a roupa que vestimos a quem realmente somos. O ego é formado pelas nossas crenças, memórias, lealdades ancestrais e todo o tipo de limitações que fomos absorvendo da família, da sociedade, da cultura onde nascemos e crescemos e que nos faz sentir adequados e com sentimento de pertença.

Sendo assim, quando nos lançamos na cocriação de um sonho, vamos ter duas grandes forças dentro de nós, a força da alma e a força do ego. Para manifestar os nossos desejos de alma, precisamos acreditar a 100% na nossa alma e guia interior e soltar a resistência do Velho Eu. Vamos fazer isso, agora, passo a passo!

Passo 1: Aceitar a Resistência do Velho Eu

Só conseguimos soltar integralmente aquilo que somos capazes de amar e aceitar. É verdade que com a resistência do ego podemos chegar a momentos de alta frustração e desespero, mas apenas se lutamos contra. Precisamos aceitar que é normal que surja resistência, precisamos amar o nosso ego que, apesar de nos limitar, a sua intenção é proteger-nos. Compreendendo e aceitando, ele deixa de ter poder sobre nós. Pelo contrário, podemos torná-lo nosso aliado e dizer-lhe:

“Sim, Velho Eu, eu sei que é arriscado. Mas que preferes, continuar a viver assim ou dar tudo por tudo por uma vida melhor, na qual este sonho XYZ é realizado?”

“De qualquer forma, eu compreendo-te, só queres o meu melhor e agradeço-te imenso por isso. Aceito-te tal como És.”

Passo 2: Dar espaço ao Velho Eu para se expressar

Podemos iniciar um diálogo com o Velho Eu e escrever num papel todos os medos e razões que ele apresenta para não avançar ou não arriscar. Permitimos que o ego se expresse, damos-lhe esse espaço, porque sabemos que é natural sentir o que estamos a sentir. Quando nos permitimos soltar e depois expressar, estamos a esvaziar o nosso Ser de toda a resistência que possa existir. Em vez de lutar contra ela, damos-lhe espaço.

Passo 3: Escrever declaração de integridade do Novo Eu, o não negociável

Depois de aceitar e esvaziar a resistência, vamos escrever noutra folha aquilo que desejamos e quais os nossos limites. Por exemplo, podemos escrever que desejamos ganhar 10.000€ por mês no nosso negócio enquanto mantemos 4h de qualidade todos os dias para desfrutar e cuidar da família. Muitas pessoas, sabotam os seus sonhos porque acreditam que não é possível aumentar os rendimentos financeiros sem por exemplo sacrificar a família, o que é apenas uma memória e uma limitação da velha era. 

É possível aumentar rendimentos e aumentar as horas livres, é uma questão de criar equipa e ser excelente líder a delegar, por exemplo. Escreve aquilo que não é negociável para ti e mantém-te firme. É sim possível ser imensamente feliz no trabalho e ser imensamente feliz no amor. Mantem os teus “standards” elevados e os teus princípios de integridade alinhados. Isto vai ajudar-te a criar um lugar no teu interior para o teu Novo Eu, que está totalmente comprometido em criar X e Y na tua vida.

Passo 4: Transcender e Superar o Medo do Salto

A mudança representa sempre um salto, idealmente vem junto com um salto de consciência, para que a mudança possa também vir alinhada com um maior nível de resultados. Acontece que sempre que há algo novo, a energia do medo vai ser ativada em nós. O medo é natural, fisiológico e mostra-nos qual a direção da nossa evolução. Há um autor que diz: “Vai. E, se der medo, vai com medo mesmo. Lança-te! Recebes da vida aquilo que tens coragem de pedir.”

A energia oposta do medo é o amor. O amor engloba dentro de si, a confiança, a fé, a esperança na energia da vida. E a consciência da nossa própria responsabilidade, algo como: “Vida, se eu der o meu melhor e arriscar, fizer a minha parte, posso ter a certeza que tudo vai correr bem?”

E a vida responde:

“Se deres o teu melhor e fizeres a tua parte, de certeza que estarás cada vez mais perto do resultado que pretendes, mas não há garantias nem certezas absolutas. Há tantos fatores… Agora quando dizes SIM a ti, é muito mais provável que a vida também te diga SIM! É preciso ter fé, arriscar e saltar…”

Precisamos integrar a energia da fé e confiar na nossa intuição. O que te diz a tua intuição? Vai para além da lógica e do racional, transcende o medo… Que te diz a tua bússola interna? Se não houvesse medo ou riscos, qual seria a tua decisão? Quais seriam as tuas ações? 

Passo 5: Tomar decisões firmes, a favor da alma

As decisões da alma são aquelas que transcendem a 3ª dimensão, os medos, as limitações e até a ausência de recursos. Quando estamos mergulhados por uma profunda energia de crença (fé, confiança, certeza) e altamente comprometidos com a vida que queremos manifestar (novo eu), conseguimos criar resultados e milagres que só são possíveis quando nos alinhamos com a energia da 5ª dimensão. Se queremos manifestar uma vida mais abundante, devemos tomar decisões como se essa vida abundante já fosse realidade. E depois é uma questão de manter a firmeza dessa decisão e procurar soluções. A falta de recursos, seja dinheiro, seja de tempo são sempre superados quando o compromisso é inabalável. A nossa decisão cria a primeira mudança, o passo seguinte é escutar a voz da alma que nos vai guiar nos passos seguintes à materialização do nosso sonho.

Se damos mais força à energia do Velho Eu, vamos tomar decisões baseadas na segurança e no pior cenário. E é essa decisão que perpetua a prisão do Velho Eu. Para sair dessa prisão, uma forte decisão firme a favor da alma e o assumir da total responsabilidade pelos próprios resultados são a porta de saída da prisão do Velho Eu e o bilhete de entrada no maravilhoso mundo do Novo Eu.

Passo 6: Ritual de Soltar o Velho Eu

Depois de tomar a nossa decisão a favor da alma, vamos passar por uma série de provas e de testes que a própria vida nos traz para afirmar o nosso compromisso. Que algo corra mal logo de seguida, pode não significar um sinal para não arriscar, mas sim, uma provocação da Vida para testar o nosso nível de compromisso verdadeiro. Esta fase é profundamente emocional e mental. As resistências do Velho Eu voltam a aparecer com mais força que nunca, é como se fosse o ego a usar as suas últimas armas para garantir que desistimos e não avançamos, e assim, ele pode manter-se com vida.

Se temos um intelecto forte, este estímulo vai contribuir para criar ainda mais certeza:

“Vida, podes trazer-me o que quiseres, está decidido e a minha decisão é firme, não vou voltar para trás!” E aqui começa a enraizar-se e a tornar-se mais forte o Novo Eu.

Se somos facilmente “atacados” pelo bloqueio da dúvida, qualquer desafio do caminho vai trazer dúvida e nessa energia, nem o Velho Eu vai embora nem o Novo Eu tem condições para enraizar… A pessoa fica no limbo.

“Vida, é isto um sinal para não avançar? Se calhar consigo só… Se calhar não é para avançar… Se calhar não é o momento… É um sinal para recuar…” Aqui, ao não dizer um SIM firme, o não ganha força e, sem se dar conta, a pessoa volta ao ponto de partida e não arriscará. É o que eu chamo de desistir na hora 11. Mesmo antes de começar a ver resultados, a pessoa dá o passo atrás. Afinal o compromisso não era suficiente nem a decisão firme.

Dá-te conta de como te domina ainda o teu Velho Eu. Quanto mais aprendemos, mais o ego usa aquilo que aprendeu como justificação de não avançar. Permite-te olhar para todo o cenário como se estivesses a observar tudo de fora e não te deixes dominar pelo Velho Eu. Toma as decisões que tens de tomar, independentemente da voz do ego. Escuta o teu coração e sê honest@. Deste discernimento tão importante, vai depender o resto da tua vida.

Após esta última tentativa do Velho Eu dominar, precisas criar um Ritual de Morte e de Soltar desse Velho Eu. Podes ir buscar as folhas que escreveste no ponto 2 e escrever ainda mais. Escreve, tudo que essa voz do ego te diz, escreve tudo isso. Até sentires que retiraste todas as “ervas daninhas” que o Velho Eu criou à volta da tua Vida de Sonho.

Quando sentires que é o momento, num local seguro, pega fogo a essas folhas e diz:

“Declaro que a partir de agora só escuto a voz do meu Novo Eu, a voz que me levará a manifestar os meus sonhos em realidade. Agradeço ao meu Velho Eu, tudo aquilo que aprendi com ele e agora permito-me libertar e avançar LIVRE.”  

Passo 7: Materializar / Formalizar a Decisão

Não é suficiente apenas dizer ou verbalizar. Escreve, faz um pequeno contrato contigo em relação ao que se segue. Se estás a contratar a ajuda de um mentor para acompanhar-te no caminho rumo aos teus sonhos, este é o momento de assinar contrato (enraizamento integral no Novo Eu) e efetuar o pagamento (dinheiro investido no Novo Eu). Esse movimento vai te permitir enraizar ainda mais o teu compromisso, é o conectar o 1º chacra à Energia do Novo Eu.

 A partir de aí, a tua Alma irá crescer desde essa raiz firme numa nova vibração. Entrarás num novo ciclo, alguns desejos poderão já manifestar-se e, mesmo que não se manifestem já, estarás com muita mais tranquilidade e paz porque sabes, em todas as tuas células, que fizeste o que tinha de ser feito para avançares na direção dos teus sonhos. O mais desafiante é todo o processo até ao formalizar a decisão. Quando tomamos a decisão a favor da nossa alma e superamos as últimas resistências antes da formalização do compromisso, depois o corpo relaxa, o ser sabe que está no caminho certo. Nesse relaxamento e após esvaziamento da energia do Velho Eu, o Novo Eu tem agora espaço e condições para nascer e crescer saudável, rumo a uma Nova Vida de Sonho. Uma história que inspira e que ilustra este movimento de decisão firme, mesmo sem garantias, e os posteriores “milagres divinos” / resultados:

“Olá, sou a Ana Araújo, economista de formação, e toda a minha vida trabalhei em gestão de empresas. Aos 40 anos decidi que a minha vida tinha de ser diferente, despedi-me e estive um ano e meio a saltar entre cursos, formações e parcerias falhadas, entre a consultoria e o coaching, sem saber qual o caminho a optar.

Era assim que me encontrava antes de entrar na Escola da Abundância… Fui a um evento, para acompanhar umas amigas e conhecer a Andreia Viana… Sem qualquer expectativa de grandes mudanças… E de repente tudo mudou… Decidi de fazer o Abundância Total!

Na altura do evento, confesso que nem o valor do sinal tinha… Estava em pânico… E se não resulta? Nunca tinha investido assim em mim… Vou desistir… De repente, uma colega avançou com o sinal por mim, sem me deixar reagir… E tudo começou a desbloquear… Ao fim de um mês de curso co-criei oportunidades de rendimento de mais 1800€ mês além dos meus rendimentos antes do curso.

Tanto desbloqueei que até me apaixonei! Incrível! Nada acontece por acaso… Hoje, ainda no início do terceiro mês a frequentar a Escola da Abundância, e neste contexto do Covid 19, agradeço por ter tomado a decisão!

Sinto-me em expansão, em crescimento… Quase numa realidade paralela… À minha volta todos vibram no Medo e eu acelero a uma velocidade supersónica, deixando o resto para trás… Como se o mundo andasse em câmara lenta. Dou neste momento, os primeiros passos na direção de criar o meu negócio online, que estruturei com a Ajuda da Andreia Viana no evento “Desbloqueia para Vender!”… E sorrio perante um futuro que se avizinha… Diferente.

Decidi ajudar os empresários desta Nova Era com os papéis e as contas, para que se possam focar no que gostam de fazer… E fiz as pazes com a Gestão… Ainda sinto alguns receios, ainda enfrento desafios… No entanto com cada vez mais confiança e feliz pela decisão tomada… Numa altura que achava que não era a certa… Mas alguma vez é?

Nesta Escola encontrei conteúdos com imenso valor, tão diferentes e abrangentes em relação aos cursos que já fiz, encontrei o rigor, a disciplina, o sentido de excelência, a espiritualidade, a conexão comigo… Encontrei o apoio e dedicação das mentoras, o carinho da comunidade… Todos no mesmo barco, todos em processo de crescimento, todos em partilha de soluções e desafios…

Sinto que cheguei a casa… Que me encontrei… Que todos os dias caminho para a melhor versão de mim mesma… E que ainda está tudo a começar…”

Ana Cláudia Araújo – Empresária

Passo 8: Gratidão e Ritual de Celebração

Toda esta Jornada não é fácil! Por isso, chegando aqui é momento de te celebrares e agradeceres a essa parte dentro de ti que te dá CORAGEM de seguir a voz da tua alma e do teu coração. Que vais fazer para ritualizar o nascimento do teu Novo Eu? Nesse novo nível de pensamento e emoção? Atravessaste da 3ª dimensão da lógica e racionalidade para a 5ª dimensão das infinitas possibilidades e dos milagres frequentes. 

É mesmo tempo de agradeceres a ti, à vida e a todos os envolvidos no processo. A gratidão é das emoções de vibração mais elevada e fará com que continues a receber ainda mais bênçãos e razões para estares em gratidão.

Este é o Método de 8 passos que eu uso para fazer as minhas transições de Velho Eu a Novo Eu. O que quero reforçar é que realmente as resistências são reais e a frustração também, eu sinto tudo isso! É preciso paciência connosco e uma postura de decisão firme, a favor da nossa alma. Se não fazemos isso por nós, ninguém nos poderá ajudar. Esse movimento é muito nosso. Só nós podemos decidir o que desejamos manifestar. E aqui é a ARTE DA ALMA ser mais forte que a voz limitante do ego. Não te deixes enganar, nem te enganes. Tudo é possível. Como dizia Nelson Mandela:

“Tudo parece impossível até que seja feito”.

Cria a tua Vida desde a Energia da 5ª Dimensão… Se tu decides, tu és capaz de tudo!

Abraço imenso,

Andreia

4 comentários em “Como Soltar a Resistência do Velho Eu”

Deixe um comentário

error: Content is protected !!