Educação da Nova Era: Mães ao Poder

Sabes que és uma Rainha Maravilhosa com o direito de nascença a ser feliz?

Não há nada errado em ti.

Não pode ter havido nada que possas ter feito que te impede as portas para a abundância e a realização plena, a não ser aquilo que tu acreditas.

No episódio de hoje da Andreia TV respondo a uma questão super pertinente e até “caliente” de uma das Rainhas desta comunidade que tem espírito crítico para questionar a EDUCAÇÃO que está implementada nesta sociedade patriarcal.

Vamos mergulhar juntas?

Acredito não só, que os princípios que explico são fundamentais para a educação das crianças da nova era, como também para a nossa educação contínua, do que é melhor para cada uma de nós.

 

A padronização da educação é um tema abordado no filme e no livro A Bússula Dourada e é também o que preocupa a Anabela, a Rainha que enviou a questão que eu abordo no vídeo. Hoje as crianças são ensinadas todas da mesma forma, com as mesmas regras, nas mesmas escolas.

O nosso cérebro tem dois hemisférios: o hemisfério esquerdo e o hemisfério direito e o que assistimos no ensino convencional é uma educação focada no hemisfério esquerdo. É por isso que crianças mais sensitivas, mais criativas muitas vezes não se enquadram no sistema e sentem que não são boas o suficiente. É o modelo utilizado pela escola que as faz sentir assim.

Hoje em dia já existem escolas com métodos alternativos, que procuram trabalhar o hemisfério esquerdo e também o hemisfério direito. Não vamos modificar a sociedade de uma vez, mas é bom e importante saber que existem alternativas e deixar que cada mãe decida o que é melhor para os seus filhos.

A união das mães do século XXI, a criação de associações, de projetos que ajudem o desenvolvimento das crianças, pode ser o primeiro passo rumo à mudança.

O que acontece atualmente é que, mesmo que muitos pais não considerem que o ensino convencional tem tudo o que os filhos precisam, por insegurança, por não saberem que outros caminhos existem, se unem ao sistema e colocam os filhos neste ensino sem se questionar.

Se sentes que este não é o caminho, questiona-te: Que tipo de mãe queres ser? Que tipo de educadora queres ser? Qual é o melhor local para a minha filha ser educada? E podes procurar o que existe. Será que há escolas alternativas? Será que preferes optar pelo homeschooling? E eu percebo que sintas medo, que te questiones se essa é a solução ideal, se isso não vai isolar a tua filha. Mas tens de ir lá e de sentir. E tens de levar a tua filha e deixá-la sentir.

E lembra-te que se queres ensinar a tua filha a gerir as emoções, a transmutá-las, se queres que ela ultrapasse as barreiras do sistema, tens de ser tu a primeira a mudar. Tens de cuidar primeiro de ti.

Alinha-te com aquilo que é o mais importante para ti, transmite aquilo que é o mais importante para ti. Só tu sabes o que é o melhor para os teus filhos. Podes precisar de ajuda, mas és tu que sabes o que é o melhor para os teus filhos.

Um dia que eu for mãe, vou ser uma mãe-galinha e vou-me questionar sempre “O que é o melhor para a minha filha? O que procura a minha filha?” e vou querer proporcionar-lhe isso.

Lembra-te:

Foco em ti! Tu ensinas por modelo. E quem sabe não podes fazer disso a tua issão de vida e fazer assim a diferença no mundo! Recupera o teu Poder Rainha!

Abraço imenso e abundante!

Andreia

PS: Qual a tua opinião? Qual sentes ser a melhor educação para este século XXI? Esperamos pelas tuas respostas nos comentários.

Deixe um comentário

error: Content is protected !!