Estou farta, tão farta! Um desabafo meu, de enfermeira…

Hoje é um dia de desabafo, um dia de Outono chuvoso, em que quero libertar-me de tudo aquilo que me oprime, me irrita, me drena energia… Estou tão farta… Farta de dar tudo e de não me permitir receber nada! Farta de falar com pessoas que nunca vão sair do padrão de vítima!

Como dizia a Caroline Myss, as feridas e as limitações começam a ser um posto e uma desculpa para não atuar. “Ahhh sim mas eu não posso, sabes que tenho esta ferida e assim é muito difícil”. “Ahhh sim eu gostava muito, mas não tenho tempo.” “Ahhh sim eu queria mesmo mas não tenho dinheiro.” “Ahhh isso parece espetacular mas não é para mim, eu nunca vou conseguir.”

Sabes que te digo Universo, Deus?? Estou farta! Farta de me encontrar com pessoas que nunca vão superar as suas limitações simplesmente porque a zona de conforto é muito cómoda! E nessa zona inventam-se as desculpas mais hilariantes para garantir a não evolução! E são as pessoas que absorvem, escutam, e às vezes nos fazem perder o tempo… E eu fico assim… Mas afinal dei tudo, deixei toda a minha energia aqui e nada mudou??? Uma semana depois, um mês depois… O discurso é o mesmo??? Para quê gastar o meu tempo… Se nada muda… Se eu quero muito mais a cura que a própria pessoa???

Pois Deus, peço-te com toda a minha humildade e entrega, afasta-me dessas pessoas e aproxima-me sim daquelas pessoas que possam evoluir com aquilo que eu tenho para oferecer. Pessoas realmente motivadas em transformar-se, evoluir, crescer e investir a todos os níveis das vidas dos seus sonhos! Pessoas que tenham coragem de mudar, coragem de rasgar-se, de recriar-se e começar de novo! Pessoas que conheçam essa força da integridade e profundo compromisso com elas mesmas, os seus ideias e valores… Pessoas que se inspirem em pessoas como o Nelson Mandela e que tenham a VONTADE de despertar essa coragem dentro. Pessoas que se arriscam a viver e não a sobreviver! Pessoas que estejam dispostas a ASSUMIR O COMPROMISSO de cuidarem de si a sério.

Fui educada a dar tudo…
Fui educada que os outros têm sempre razão…
Fui educada a ajudar sempre o próximo…
Fui educada a não virar as costas…
Fui educada a dar a mão sempre…

O resultado?
Adoro ajudar os outros, é a minha missão de vida! É isso que me dá alegria e motivação e prazer! Mas também neste processo…

Quando dei tudo, não fiquei com nada para mim…
Quando os outros tinham sempre razão, eu não me valorizava nada…
Quando ajudei sempre o próximo, às vezes fiquei doente e sem energia para mim…
Quando não virei as costas, humilhei-me e andei atrás…
Quando dei a mão sempre, às vezes fui usada e abusada…

E agora estou farta. Cheguei ao meu limite. Chega!
Estou farta de ser boazinha para todo o mundo menos para mim!
Como enfermeira, queria salvar todo o mundo. Só há pouco percebi que o única pessoa que posso salvar sou eu mesma! E nessa experiência ajuda e inspirar outros a salvarem-se a si próprios. Não virá o príncipe nem a princesa para te salvar daquilo que é tua responsabilidade salvar! Não é culpa de ninguém! Nem tua sequer! É responsabilidade. E é essa responsabilidade que te dará liberdade!

Agora sei que mereço dar-me tudo aquilo que preciso…
Agora sei que eu também tenho a minha razão e que ela também tem valor…
Agora sei que mereço ajudar-me a mim e só depois, em plenitude, ajudar os outros…
Agora sei que eu também mereço que venham atrás de mim…
Agora sei que mereço dar-me a mão a mim e respeitar-me sempre!

Cedo percebi como enfermeira que era tão desmotivante ajudar quem não quer ser ajudado. Frustrante. Triste. Cheguei a ter um doente que voltava a abrir a ferida já curada pelos ganhos secundários que tinha com a ferida. Antes não compreendia, deixava-me tão triste. Agora compreendo mais. Ficamos adictos às nossas feridas, às nossas desculpas para não evoluir. De quem é a culpa? De outro, do sistema, da família, dos pais… Ahhhhhhhhh esqueçamo-nos isso! Está tudo dentro de nós. A força, a garra está dentro de nós. Somos capazes e ponto final! Não há ninguém nem nada a quem deitar as culpas, nem a nós mesmos! É perceber, ter consciência e sair de onde não queremos estar. Ponto final. Temos tanto medo do desconhecido… E porquê? Se a Vida está sempre do nosso lado! Sempre a querer a nossa evolução, a fazer-nos crescer… A ensinar-nos o que é a coragem…

E como enfermeira saí… Saí do sistema… Custou-me imenso… Que saudades ainda tenho de ir a casa das pessoas, saudades de amar, brincar, ajudar… Mas saí porque sentia que nem toda a gente queria a minha ajuda (e eu era obrigada a estar) e porque sabia que podia dar muito mais do que estava a dar! (E ali não podia). Saí por amor e respeito a mim. Disse para mim mesma “tu és capaz!” e fui. Mas essa vitória não existiu sem muito esforço e compromisso comigo mesma. 

E agora vejo-me numa situação algo semelhante…
As pessoas agora já não são obrigadas a receber a visita da enfermeira…
Já estão porque querem, porque querem mudar algo, mas ainda não estão profundamente comprometidas. 

E isso dói-me Deus. Dói-me. Será que quer dizer que eu também ainda não estou profundamente comprometida comigo? Crescer dói. E esta fase, o caos, a descida, a noite escura da alma é profundamente devastadora. Mas sim, eu quero o processo. Quero crescer, evoluir. Para poder dar mais. E para dar mais tenho de me dar mais a mim. Respeitar-me e parar com abusos da minha energia.

Queres brincar à evolução, brincar à sanação?
Então este espaço não é para ti. Não vale a pena. Para quê ouvir tanto, saber tanto e depois não fazer nada. Para quê??? E não quero ouvir desculpas. Não quero. Porque conheço casos, de pessoas sem pernas e sem braços, pessoas que verdadeiramente poderiam ter desculpas e essas pessoas são as primeiras a ver a vida em positivo, em acreditar, continuar e avançar, pessoas de fé e de garra, pessoas profundamente unidas à sua essência espiritual. Pessoas que sabem verdadeiramente que tudo é possível e que a alma é que move a vida! O sonho… Por isso é que nem quero ouvir desculpas, nem as que dou a mim própria…

Ahhhh eu não queria fazer vídeos, nem estar tão exposta, nem ter de escrever isto… Mas há uma força maior dentro de mim, uma força que grita VAMOS DESPERTAR, crescer e responsabilizar-nos pela própria vida.

Não temos de ser dar tudo e nem ter tempo para respirar, quem vai beneficiar de tal comportamento??? Não tenho de justificar tudo que faço. Quem gosta, gosta. Quem não gosta respeita e vai embora, somos livres, livres de escolher com quem partilhar a vida e livres de escolher com quem trabalhar.

Se me dá medo? Claro que sim…
Mas neste momento, não me posso dar ao luxo de trabalhar com quem realmente não quer ser ajudado. Ou de trabalhar com quem pensa que basta dar 10% e o terapeuta dá 90%. Impossível. Não salvo ninguém, nada salva ninguém. Há terapia fantásticas, fabulosas. Mas se decidires que nada te ajuda, nada te vai ajudar. Por isso é que estou farta. Porque queremos e não queremos evoluir.

Uma sugestão?
Pensa bem no que queres para ti. Olha bem para a tua vida. Estás como gostarias?
Então só há uma pessoa que possa fazer algo ao respeito e essa pessoa ÉS TU!!!

Não gostas da forma como as coisas estão a acontecer? Então DIZ! FALA! EXPRESSA-TE! Faz queixa, mexe-te, faz algo diferente! ARRISCA! Arrisca pelos teus valores, integridade e missão cá na terra. A tua alma grita – FAZ ALGO! Mas tu continuas e não fazes nada…

Eu sei bem o que é isso…
Saber o que há para fazer e não conseguir. Paralisar. Congelar.

Sabes o que há para fazer de seguida? Pedir ajuda. Pedir ajuda e comprometeres-te que farás o que fizer falta. Esse compromisso total é que poderá mudar a tua vida. Mudar para melhor. Para a vida que sempre sonhaste. Sim, é possível. Mas há que mudar, aprender a perder para ganhar algo melhor.

E quanto é o valor da tua cura e evolução??
Há quem me diga, as tuas consultas e os teus cursos são caros. E sim são caros! E cada vez serão mais caros! E sabes porquê? Porque só quero trabalhar realmente com quem está profundamente comprometido! Com quem a sua cura e evolução é prioridade máxima na sua vida! Chega de dar sem receber ao mesmo nível. Prefiro não fazer consultas a fazer uma consulta e depois ver que não mudou nada porque a pessoa não se comprometeu com o que era necessário! Pelo contrário, sinto uma satisfação e alegria enorme ao ver os resultados de quem se compromete e vai até ao fim no seu processo! Conclusão… Só quero trabalhar com pessoas altamente comprometidas!

E quando nós queremos conseguimos tudo! Mobilizamos recursos que nem sabíamos que existiam! O que aprendes comigo, tens de estar disponível para passar aos teus clientes. É a evolução natural. O que vais aprender comigo e posso garantir-te que são as estratégias mais poderosas que conheço, porque eu não guardo nada, dou o que sinto, sempre no meu total e no meu melhor, essas estratégias servem para fazer prosperar o teu negócio, a tua vida, a tua saúde e assim poderás também atrair mais clientes e ajudar mais pessoas! Tudo na nossa vida são investimentos. Onde investires terás os teus resultados. Por isso digo e faço sempre: “Investe em ti, investe em formação e cura.”

Sem obrigação. Segue o caminho do prazer. O prazer sem preguiça.
Expor-me assim é dar muito de mim. É a minha aprendizagem, a minha missão. Não olhes para mim nos vídeos e penses que a minha vida é perfeita e sem luta, não é. Cada dia que falo para a câmara, para ti, é um dia de superação, um dia que coloco o serviço à frente dos meus bloqueios pessoais. A minha alma à frente do meu ego. Mas não é fácil, tu sabes que não é fácil.

E agora que me sentei para promover o meu próximo programa: “Desbloqueia a tua abundância em 12 semanas”, o que me sai é isto! Um desabafo, raiva, um deixar ir e soltar… Meu Deus, e penso eu, mas haverá alguém a querer trabalhar comigo depois desta explosão toda??? Mas não posso ser não autêntica. Se gostares e escolheres ficar, é porque és dos meus e das minhas, senão um adeus com todo o respeito e amor. Mas sim, há algo a rasgar dentro de mim, eu sinto… E o meu ego tenta a todo o custo manter-se na borda do ciclone, do tufão, da revolução interior. Tenho medo. Não sei o que me espera mais à frente. Sinto e intuo que é algo maravilhoso, mas neste aqui e agora, o que tenho é medo, raiva, trauma e abuso para soltar.

Não precisamos ter passado por um abuso sexual para nos sentirmos abusadas. O abuso ao feminino, à nossa essência divina, acontece a cada momento. Sejas mulher ou homem, observa como é fácil abusar ou ser abusado. Temos de colocar limites. Valorizar-nos, respeitar-nos, fazer respeitar-nos. 

ENFERMEIRAS E ENFERMEIROS
Isto é uma constante… É da classe. Somos mal pagos, não reconhecidos como licenciados, desvalorizados, até quando???????? Vais fazer algo para mudar isto? Como te relacionas contigo mesmo/a? Achas que todos os outros têm razão? Que deves dar tudo e só receber migalhas?

PÁRA JÁ TUDO. Pensa em ti, pensa no que queres para o próximo ano para ti. Queres que a tua VIDA mude? Então muda algo… O meu sonho… É verdade. Adorava ter-te comigo no meu programa. Adorava mesmo, mesmo! Porque dá-me tanto alegria e satisfação acompanhar e ajudar, ensinar, sanar! Mas só se estiveres 100% comprometida/o, prefiro dar MUITO, dar QUALIDADE a menos pessoas, do que dar pouco a muitas… 

Queres agendar uma sessão de planeamento comigo, completamente gratuita mas apenas para quem está totalmente comprometido consigo mesmo???? A todos os níveis! E sim, o programa tem um investimento significativo, mas afinal o que é caro? Qual o preço da nossa liberdade, alegria e coragem para viver a vida dos nossos sonhos?

Inscreve-te aqui:
www.andreiaviana.com/agendar

Tenho gravados 2 vídeos espetaculares, aconselho-te a não adiar, porque o amanhã nunca sabes se chega! Se te motivam os temas, pára tudo e investe já em ti, estes vídeos vão despertar a tua alma e trazer-te muita alegria e prazer se estiveres com abertura à evolução. Nada é por acaso! Nunca… Desfruta:

Os 10 Passos Diários para Uma Vida de Abundância
https://healthcoaching.leadpages.co/masterclass10passosabundanciapag/
Vais ter uma surpresa na tua caixa de correio ao te inscreveres nesta Masterclass!

A Saúde do Futuro
https://healthcoaching.leadpages.co/palestramotivacionalsaudedofuturor/
Vamos unir forças por uma Saúde Melhor para o nosso Futuro?

Lamento o desabafo, espero não ter ferido suscetibilidades e se feri, alegra-te! É uma excelente oportunidade de cura quando temos uma ferida aberta, a sangrar! Para quem é enfermeiro sabe que isso é verdade, preferimos assim uma ferida limpa, a sangrar, ainda que doa, do que uma ferida fechada em falso, com uma crosta de pus. Se te apetece chorar, chora. Como diria uma das 13 abuelas, as mulheres sábias da América do Sul, “Cuando las águas llegan al corazón, se abren caminos de sanación”. E recebe o meu abraço, porque nada disto é contra ti. É sim contra aquela parte de preguiça e apego ao conforto que todos temos. Está na hora de despertar. O mundo conta connosco. O mundo conta contigo.

Um abraço e feliz fim de semana!
Profundamente comprometido/a contigo mesmo/a!

Andreia

1 comentário em “Estou farta, tão farta! Um desabafo meu, de enfermeira…”

  1. Gratidão pelas tuas palavras! Fizeram-me reflectir… e muito! Sou enfermeira há 31 anos… recompensa… é tudo o que não tenho… mas quero ter! Vou ter!

    Responder

Deixe um comentário

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.