Sobreviver e Ter Sucesso, apesar do Medo.

Quando acontece uma crise, uma emergência, uma ocorrência que muda a nossa vida de forma significativa, é natural que o medo surja de forma involuntária. O que acontece é uma ativação do sistema nervoso simpático que está preparado para lidar com situações limite.

O sistema nervoso simpático (SNS) é um dos componentes do sistema nervoso autónomo, o qual é responsável pelo controlo involuntário de vários órgãos internos. O SNS prepara o organismo para reagir a situações de medo, stress e excitação, adequando o funcionamento de diversos sistemas internos para um estado de prontidão. Ele ajusta o organismo para suportar situações de perigo, esforço intenso, stress físico e psíquico. Atua ao nível dos diferentes aparelhos do organismo, desencadeando alterações diversas. O objetivo último é permitir a sobrevivência através de uma das 3 respostas básicas: lutar, fugir ou paralisar.

O Coronavírus e a Ativação dos Mecanismos de Sobrevivência

Com a situação atual do coronavírus, o que aconteceu foi uma ativação global dos mecanismos de sobrevivência em cada pessoa, o que é natural e também benéfico. É importante que cada pessoa avalie as grandes mudanças que estão a acontecer e para muitos foi imperativo entrar em modo luta para encontrar novas formas de subsistência, outras pessoas ainda podem estar em modo fuga, à espera de despertar deste grande pesadelo e outras estão paralisadas, porque se calhar estão inconscientemente a ativar outros momentos de choque, seja episódios de violência, fome extrema, etc…

Seja qual for o tipo de resposta ativado com a crise, seja ela qual for, é fundamental sair do estado de excitação, stress, luta, fuga ou paralisação criado. Ninguém aguenta por muito tempo os efeitos de uma hiperexcitação ou de um medo constante. Quando o medo não é visto e transmutado, pode inclusive transformar-se em pânico e levar a pessoa a viver crises de pânico.

Aqui entra o sistema nervoso parassimpático (SNP), cuja função é fazer o organismo voltar ao estado de calma que a pessoa se encontrava antes da situação stressante. Ele ajuda a diminuir a frequência cardíaca, a diminuir a pressão arterial, a diminuir a adrenalina, a diminuir a quantidade de açúcar no sangue e leva o organismo a um estado emocional de calma e estabilidade. Depois da tensão causada pelo SNS, vem o relaxamento causado pelo SNP.

Imagina o típico cenário de um leão que começa a correr atrás de uma pessoa, assim que ela percebe que o leão vem na sua direção, o seu sistema nervoso simpático será ativado de forma a que ela possa agir para salvar a própria vida, fugindo do leão ilesa. É aí que o sistema parassimpático entra em ação. Depois de compreender que já não há perigo, o organismo ativa o sistema parassimpático. Isto para fazer a frequência cardíaca voltar ao normal, diminuir a adrenalina e permitir ao corpo voltar ao estado de relaxamento anterior à situação de stress.

Neste exemplo, a situação é óbvia, há um perigo e deixa de haver o perigo, ou seja, a ativação efetuada pelo SNS foi eficaz. O problema começa a acontecer quando a pessoa ativa o SNS de forma crónica, quando existe uma perceção de perigo real contínua. Neste caso, a pessoa nunca irá relaxar, porque fica presa no ciclo vicioso de stress, medo, fuga, ou luta ou paralisação.

A sobrevivência é fundamental. Numa situação de crise saber defender-se, proteger-se, reorganizar-se para sobreviver. Viver em estado de alerta durante mais de uma semana é já uma situação crónica. Muitas pessoas, não conseguem até dormir, as insónias surgem e uma sensação de medo de morte e extrema ansiedade apodera-se delas.

Como sair do Estado de Sobrevivência Crónico

Se te encontras nessa situação, é fundamental fazer uma avaliação realista das tuas necessidades básicas e daquilo que é realmente necessário para a tua sobrevivência. Numa unidade de cuidados intensivos, por exemplo, os sinais vitais são o foco mais importante.  Um dos objetivos é ajudar a pessoa a estabilizar os sinais vitais: temperatura, pressão arterial, frequência respiratória e frequência cardíaca, e garantir que ela sobrevive.

No teu caso específico, se estás em modo sobrevivência e com medo, e estás a ler estas palavras, imagino que não estás numa situação de vida e morte como quem está numa unidade de cuidados intensivos, no entanto, pode parecer-te que sim. Sentes os suores frios, o medo apodera-se de ti, não consegues dormir bem e estás sempre em estado de ansiedade. Se te identificas com esta descrição, é tempo de ajudarmos o teu parassimpático a atuar e assim relaxar todo o teu organismo. Queres saber como faço eu isso? É simples. É só responder às seguintes questões:

1- Consigo respirar? Se sim, ótimo. É fundamental para manter-me viva. E respiro profundamente 10 vezes, com plena consciência da inspiração e da expiração (a respiração lenta e pausada, ajudará o SNP a ativar-se e permitirá o relaxamento de vários órgãos e sistemas).

2- Consigo beber? Se sim, ótimo. Tenho água potável perto de mim? Maravilha. E permito-me ir beber um bom copo de água e visualizar a purificação que ela me traz.

3- Consigo comer? Se sim, maravilha. Tenho comida ou posso aceder a comida mesmo no meio da crise? Em último caso se eu deixasse de ter dinheiro para comprar comida, poderia contar com alguém para ajudar-me? Família, amigos? Em último caso. Se sim, a verdade é que sou realmente afortunada. E se tenho árvores ou uma horta perto de mim, posso dar graças pela abundância que é naturalmente gerada à minha volta.

4- Tenho onde dormir, abrigada? Se sim, que bênção! E se por algum motivo deixasse de ter possibilidades de pagar a casa onde estou, seja renda, ou empréstimo, será que poderia ter alguém que me pudesse abrigar durante alguns tempos? Família, amigos. Em último caso claro. Se sim, sou verdadeiramente afortunada.

5- Respondi SIM às 4 questões anteriores? Se sim, mesmo que esteja numa situação limite, com perigo de perder todo o dinheiro ou perder tudo na minha vida, a verdade é que tenho o básico para sobreviver: respirar, beber, comer e dormir. Posso relaxar. E tudo o resto que tenho para além desse básico, posso agradecer, porque tenho mais do que 75% do mundo inteiro. Posso relaxar. E agradecer.

Desta forma, eu ajudo-me a sair do estado de alerta e sobrevivência que pode ser ativado por qualquer acontecimento externo. Um mês de baixa faturação, a perda de alguém importante, a traição experimentada por alguém chegado, o coronavírus… As crises tiram-nos o tapete, mas também nos ajudam a abrir espaço ao novo e do novo, se soubermos transcender o foco excessivo na sobrevivência, conseguimos abrir caminho até ao nunca conseguido até então! Não há crise que não venha com uma bênção.

Como entrar em Modo de Sucesso Contínuo

Se queres sucesso na tua vida, o segredo é ajudar-te a sair do modo sobrevivência e entrar em modo sucesso. Isso só é possível relaxando o SNS, respirando fundo e vendo mais além do óbvio. Nesse estado de paz, abertura e relaxamento, a tua Alma fala e tu consegues Ouvir.

  • Que me faz esta situação sentir? Que emoções ativa em mim?
  • Que é que a minha Alma quer que eu aprenda desta situação?
  • Qual o passo seguinte que a minha Alma me orienta?
  • Qual o passo seguinte que me levará a mais resultados?
  • Onde me dirijo? O que é que realmente eu quero manifestar na minha vida?

Estar consciente dos teus desejos de Alma, dos teus objetivos e metas é fundamental para sair do estado de sobrevivência e abraçar o grande Poder de Cocriar a tua Vida que tu tens.

Não saber onde queremos ir, não assumir essa responsabilidade de escolher onde queremos chegar, resultará em que andes às voltas sem sair do sítio. É como ter um grande navio, do melhor material que há, mas sem saber a direção ele nunca chegará a destino nenhum.

Para teres sucesso, precisas definir o que é para ti ter sucesso.

Para mim sucesso é viver em abundância em todas as áreas da minha vida. Trabalhar naquilo que me apaixona e dá prazer, ganhar muito dinheiro com isso mantendo sempre a minha integridade e formar a minha família com o amor da minha vida. 

Todos estas metas já fui alcançando ao longo destes últimos 4 anos, porque estava super clara onde me dirigia. Este ano, estou comprometida a escrever o meu livro e ser mamã. 

Vou fazer o meu melhor para alcançar esses objetivos este ano, não me permito desviar, e não há nada que me retire do meu caminho, nem mesmo o coronavírus. A isso eu chamo o poder da CERTEZA e do COMPROMISSO.

Nós criamos aquilo em que acreditamos. Apesar de tantas vozes em contrário, eu nunca senti que esta crise fosse afetar os resultados financeiros da minha empresa, muito pelo contrário e a verdade é que não afetou. O meu mês de Março foi um mês de rendimentos mais baixos, mas isso já vem a acontecer nos últimos 3 anos, é um mês de interiorização, introspeção e depois Abril é o mês de exteriorização e resultados externos e assim foi novamente este ano. Os grandes ganhos são visíveis, muitas mudanças, reestruturações foram necessárias mas sem influenciar o nosso rendimento médio. Melhor ainda, foram mudanças que a curto e longo prazo contribuem para aumentar ainda mais os resultados tanto financeiros como de bem-estar e produtividade na empresa. Resumindo, mesmo com o coronavírus, foi mais um mês de vitórias e sucessos! E tu, que podes fazer para te tornares independente de qualquer circunstância externa e continuar a ter sucesso? Tudo está nas tuas mãos. Se eu consegui, tu também consegues. Há um detalhe que faz toda a diferença e distingue aqueles que têm sucesso e alcançam o que desejam daqueles que não o conseguem:

O Desenvolvimento Pessoal, Profissional e Espiritual do Líder

Os resultados de uma empresa são diretamente proporcionais ao nível de desenvolvimento dos seus líderes. Se eu me tivesse mantido em estado de alarme e sobrevivência, os resultados seguramente não seriam estes. É a nossa capacidade de TRANSCENDÊNCIA que nos leva aos maiores resultados. A nossa capacidade de CREER para VER. A nossa capacidade de atravessar os nossos limites e encontrar soluções para os desafios de cada momento. E para encontrar essas soluções, precisamos conseguir atingir um estado de consciência diferente. 

Como disse Einstein: “Nenhum problema pode ser resolvido pelo mesmo estado de consciência que o criou.” O que significa que precisamos ir mais além e desenvolver a inteligência a todos os níveis: mental, física, emocional, espiritual e energética. Quando desenvolvemos essas 5 dimensões, conseguimos transcender para outro plano, para outro nível de consciência. 

Ao contrário do que se acreditava no passado, é a nossa inteligência espiritual que nos permite transcender, ir mais longe e conseguir melhores resultados. A Física Quântica prova isso mesmo.

E, por muito paradoxal que pareça, é a nossa própria capacidade de transcendência e fé que nos ajudam a sobreviver melhor. Vitor Frankl, psicoterapeuta suíço e sobrevivente aos campos de concentração nazistas, descobriu que aqueles que sobreviviam não eram aqueles com maior força física (eram poupados durante mais tempo aqueles com maior capacidade de trabalho árduo), como seria de esperar, mas sim aqueles que tinham uma razão para viver e eram capazes de encontrar o sentido mesmo no meio do holocausto. 

“Apesar de todo o primitivismo que toma conta da pessoa no campo de concentração, não só exteriormente, mas em sua vida interior, percebem-se, embora esporadicamente, os indícios de uma expressiva tendência para a vivência do próprio íntimo. Pessoas sensíveis, originalmente habituadas a uma vida intelectual e culturalmente ativa, dependendo das circunstâncias e a despeito de sua delicada sensibilidade emocional, experimentarão a difícil situação externa no campo de concentração de forma, sem dúvida, dolorosa; esta, não obstante, terá para elas efeitos menos destrutivos em sua existência espiritual. Pois justamente para essas pessoas permanece aberta a possibilidade de se retirar daquele ambiente terrível para se refugiar num domínio de liberdade espiritual e riqueza interior. Esta é a única explicação para o paradoxo de às vezes, justamente aquelas pessoas de constituição mais delicada conseguirem suportar melhor a vida num campo de concentração do que as pessoas de natureza mais robusta.” (Excerto retirado do livro: Em busca de sentido de Vitor Frankl)

Está cada vez mais demonstrado que a inteligência espiritual é uma capacidade que está diretamente ligada ao sucesso. Os resultados materiais são consequência da evolução espiritual em que nos encontramos. Esse é o único e verdadeiro caminho para a abundância. 

Se nos focamos apenas em criar resultados materiais, eles serão efémeros e virão com um gosto amargo de ter de se sacrificar algo em prol da riqueza material. Algo que eu nunca fiz, nem as pessoas de verdadeiro sucesso. Viver em abundância e sucesso é realmente alcançar os objetivos em cada uma das áreas da nossa vida. Amor, relacionamentos, família, trabalho, finanças, saúde e evolução espiritual. Em equilíbrio. Nunca nos esqueçamos do que nos diz Teilhard de Chardin: “Somos seres espirituais a viver uma experiência humana”. 

Se queremos ter a melhor experiência humana possível precisamos dar um salto na nossa evolução espiritual. Aprender a TRANSCENDER e VIVER EM LIBERDADE, independentemente das circunstâncias. Não há nada que valha mais a pena que uma vida vivida em liberdade e realização plena de todas as dimensões da nossa vida. 

Uma Iniciação a uma Vida de Liberdade e Abundância

Nesta minha caminhada de sucesso e abundância em todas as áreas, fui-me dedicando de corpo e alma a passar tudo aquilo que aprendi e a descoberta do meu próprio Método ARIA – Ativação Rápida Integral Alinhada – para todos aqueles que sintam o chamamento a viver uma vida de abundância e liberdade financeira que é cocriado desde dentro e com alto alinhamento à Fonte. 

É uma Jornada Iniciática, um Programa simples que te ajudará a lidar com as tuas emoções mais profundas, a ativar o sistema nervoso parassimpático e a calma na tua vida e te ajudará a abrir as portas a novas oportunidades na tua vida. Só para quem acredita que a Alma comanda a Vida.

Se tens interesse em saber mais, podes aceder em: www.andreiaviana.com/programa-clf

Estamos de portas abertas com uma mega promoção de 84% do valor de base. Sei que só iremos mais longe enquanto humanidade, quanto mais conseguimos ir juntos. 

Ter sucesso é isso mesmo, ter uma direção clara, ir em frente, continuar a avançar apesar do medo e partilhar os teus sucessos com os outros. 

Se sabes algo que pode beneficiar outras pessoas, não te limites. Vai para além do medo e da sobrevivência, escolhe o sucesso, escolhe uma vida de plena abundância, na qual o dar e o receber estão em equilíbrio e na qual escolher partilhar, não só aquilo que sabes, mas partilhar-te a ti. Os teus dons não são para ficar só escondidos em ti. 

Eu sei que o mundo pode ser cruel, sei que todos temos as nossas feridas, mas tu podes escolher, sanar e continuar a avançar. Tens essa liberdade de escolha. Se precisas dessa ajuda para sanar e desbloquear a tua relação com o dinheiro (e até com os outros), não saias deste blog sem clicar nas informações sobre o Programa que refiro cima, por ti, pelos teus e pela tua vida de liberdade, clica e arrisca. Abre as portas da tua Liberdade.

Abraço imenso,

Andreia

4 comentários em “Sobreviver e Ter Sucesso, apesar do Medo.”

  1. Obrigada Andreia, adorei cada palavra, fez sentido para mim, neste momento estou de facto a sobreviver, tenho família mas é como se não tivesse, estou a superar a dor da morte da minha gata em Janeiro deste ano, ainda não consegui liquidar a conta toda do veterinario, o nome dela era “Luz”, tenho o meu filho com 16 anos a estudar Ciências e está no quadro de merito, tenho uma cadela com 3 anos onde lhe foi diagnosticado quando tinha 1 ano insuficiencia no pâncreas, o nome dela é “Violeta “, já passou pela minha cabeça da-la, mas o meu coração não deixa, e uma luta constante para não lhe faltar com as enzimas Kreon, e alimentação especial sem gluten e cereais. Mas sinto que tenho um Anjo ou mais, pois as vezes é mesmo em cima da hora, mas tenho conseguido ter comida, um teto, cuidar da Violeta, do meu filho e de um gato com nome de gato”Tico”, que teve em 2017 um problema grave urinário, na altura apesar da médica falar em eutanasia, resolvi leva-lo para casa, fiz-lhe muito Reiki (tenho o 2°nivel), sem expetativa sem exigir ao Universo que o salvasse , mas com muita fé, amor incondicional, e claro muita dedicação, ele comia de seringa. Esta óptimo, mantém por precaução a ração urinária de manutenção.
    Lamento em Janeiro, por falta de dinheiro, ter autorizado a eutanásia da “Luz”, ainda hoje sonhei com ela.
    Neste momento Andreia, preciso de trabalho, pois recebo um subsídio de reinserção no valor de 164 euros e 101 euros de subsídio familiar monoparental.
    A minha família não entende desenvolvimento pessoal, nem Reiki, para eles isso é “bruxaria”, eu respeito à religião deles embora não me identifique (testemunhas de Jeová ), mas fui completamente excluída, assim que me divórcios do meu ex marido em 2016 que está em Angola.
    Estou no momento a lEra um livro intitulado Pedir e Receber da Esther e Jerry Hicks Obrigada por me ter ouvido, neste momento já me conhece mais um bocadinho.
    Um abraço e parabéns pois acredito que breve estará com seu bebé.
    Beijinho
    Ana Lopes

    Responder
  2. Muita força Ana! Vai tudo de uma maneira ou de outra correr pelo melhor ❤️ Não a conheço, mas a sua história tocou-me pela força que tem tido para passar as adversidades. Um grande beijinho

    Responder

Deixe um comentário

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.